terça-feira, 31 de maio de 2011

Poema por dizer



Onde houver poema
por dizer
eu vou
cantar
quanto precisamos de perder
até ganhar
sobre as vagas
memórias
do nosso mar navegam
muitas histórias
por contar
quanto precisamos de viver
até parar
a paixão que faz acontecer
e faz sonhar
de quantas partidas
sem regresso
é a saudade
quanto precisamos
de sucesso
p’ra felicidade.



sábado, 14 de maio de 2011

É por seres como és



é por seres como és
que te sinto
imensidão
deserto
instinto
tão perto
de um labirinto
aberto
tão certo
que acredito
nos teus olhos
de um escuro infinito.

sábado, 7 de maio de 2011

Amo



Amo o que aprendo 
a sentir
sem medo
da noite
cair
do meu ser
para a madrugada
antes de ser

saudade
depois de ser

sonho
de verdade
não existe nas coisas
mas gostava que existisse
íntima
como o teu ventre
florisse.