quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Pinta-me



Em busca da máscara perdida
Estás nua
Entre os animais
As palavras que te vestem
São transparentes
De mais
Os teus cabelos
São como ministros
De um governo fantoche
A impedir o sol
De tocar
Na sua responsabilidade
Como um idiota
Poderia conspurcar
A tua beleza
Perguntando
A idade.