sábado, 16 de abril de 2011

Sonhei



Sonhei com jardins proibídos
E o perfume do paraíso

Eras tu

Sonhei que a vida era bela
E  eternas as fontes dos sentidos
A cantarem
Nos nossos lábios
De sede
Se beijarem
Sábios
Se calarem

Que éramos mais
Que um episódio da vida
Das personagens
De nós
Mais que o eco
A voz.