sexta-feira, 17 de março de 2017

Dei-me ao cuidado



Toda a vida em redor me inspira
cuidados
nenhum de nós tem a cabeça
completamente fora

(ainda que ignore
da própria larva
a lavra
e a dor)

da água que nos afoga
do lugar

no sono
a tormenta de muitos
parece inextrincável
a salvação
o que vive
com ou sem memória
do que fica
depositado no campo

dei-me ao cuidado

expressão triste
mas verdadeira
a vida existe

não tem outra maneira.


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Uma desgraça com seu encanto


Não há poema
que te mereça
nem a luz que fica
depois
as palavras
são tudo o que resta
uma desgraça
com seu encanto.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

A poesia do vento

O mar ergue-se
sobre o horizonte abandonado
na escuridão
pela memória da luz
à porta do castelo de vento
as sombras perguntam
numa língua inconcebível
de que serve escrever
nas velas.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Rios tortos


Todas as árvores fixaram o meu olhar
e fizeram-me sentir
deixaram-me a chorar

O brilho do estio
naufraga a ave
de pio fatigado
descarnado
de um cadáver adiado
em pedaços
os meus pensamentos
sem leveza 
para chegar ao céu
acercam-se da terra
que os alimenta
de rios mortos.


Carlos Ricardo Soares 08.02.2017

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Saudade

Minha tristeza
ter vivido
como sonharia
sem poder
vencer
o futuro
desconhecido
do que 
havia
nunca o imaginado 
tempo 
parasse
a recuperar o perdido.

domingo, 15 de janeiro de 2017

Algum modo ou forma de verdade


Se eu fosse demolidor diria
felizes os que têm prazer de ler o que escrevo
porque são justos e belos
e sãos e santos
e inteligentes e sensatos
e quase perfeitos
mais do que eu
mas escrevo sem recriminações
não como um juiz
nem como um réu
escrevo como um ignorante
que aspira à sabedoria
como um cego
que aspira à visão
como um forte
que não tolera a força
mais do que um fraco
que não se resigna a qualquer sujeição
escrevo como um crente
a esperança e o amor
a racionalidade e a poesia
a expressão de algum modo ou forma
de verdade.

sábado, 7 de janeiro de 2017

O que nasce sem ser semeado

                      
Para haverdes sonhado
o que esperais
sem ser semeado
o dia 
dessanguentado
pelas mãos 
da noite deâmbula
vos será dado
bálsamo
da melhor oração 
quando houverdes o alecrim
dourado
não será pelo vento 
mutilado.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Palavras que ofereço


O torturador de palavras
O seguidor de palavras
O escravo das palavras
O senhor das palavras
O amante das palavras
O inimigo das palavras
O sem palavras...