segunda-feira, 2 de junho de 2014

Dá-se o caso


Pequeno almoço com janelas
Para um quadro 
Com milhares de anos

É assim que pensas
É assim que dizes
O momento

A mulher ao lado
Está doente
E o homem ao fundo
Está a escrever no guardanapo
Para o outro mundo

Já se faz tarde
E temos pela frente
Um dia para visitar museus
Dormimos pouco
Mas estou contente

Tu fazes-me sentir vivo
Num mundo de memórias
De imensas coisas mortas
Fazes-me sonhar
E não devia ficar triste…