segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Uma desgraça com seu encanto


Não há poema
que te mereça
nem a luz que fica
depois
as palavras
são tudo o que resta
uma desgraça
com seu encanto.

sábado, 11 de fevereiro de 2017

A poesia do vento

O mar ergue-se
sobre o horizonte abandonado
na escuridão
pela memória da luz
à porta do castelo de vento
as sombras perguntam
numa língua inconcebível
de que serve escrever
nas velas.

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Rios tortos


Todas as árvores fixaram o meu olhar
e fizeram-me sentir
deixaram-me a chorar

O brilho do estio
naufraga a ave
de pio fatigado
descarnado
de um cadáver adiado
em pedaços
os meus pensamentos
sem leveza 
para chegar ao céu
acercam-se da terra
que os alimenta
de rios mortos.


Carlos Ricardo Soares 08.02.2017

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Saudade

Minha tristeza
ter vivido
como sonharia
sem poder
vencer
o futuro
desconhecido
do que 
havia
nunca o imaginado 
tempo 
parasse
a recuperar o perdido.