domingo, 9 de fevereiro de 2014

Caçador de manuscritos


Olho para este tempo de chuva
observo ventanias e ondulações
noite e dia à espera
da hora
de desfraldar as velas
e esquecer Palermo

precipitar-me-ei sobre manuscritos
onde reis depostos
fazem guerras para reconquistar
vésperas de terramotos

exortarei religiosos
a traduzirem suas vidas 
em versões 
dos livros sagrados

e aos homens de ciência
conferirei o poder
que não têm

para aceitarem a realidade
exceto a dos erros cometidos
que possam ser corrigidos

e exortarei a saberem lidar 
objetivamente
com conhecimento
e ciência do bem e do mal
sem cederem à tentação 
de manipularem os elementos
para qualquer fim

neste retiro forçado
noite e dia à espera
da hora
de desfraldar as velas
e esquecer Palermo.