quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Sedutora

Trazes nas mãos
Campos de flores
Sem fim
De leitura repreendida
Séculos de dissabores
Do saber da vida
Corpo sonhado
De amor mais nu
Que um livro ignorado
Que sonho és tu?

2 comentários:

Djabal disse...

Talvez seja o sonho que nos dá sentido. Um sentido tão impossível de ser encontrado.
Sem ele sonho/sentido quem seríamos nós ? Uma rima pobre?
Grande abraço.

Lau Milesi disse...

Lindo e sedutor. Parabéns!!!
Um abraço.