quinta-feira, 11 de junho de 2009

Quem és tu

Por mais palavras que digas
É como Deus
O mais perfeito enigma
Para os anseios
Mas o que está mais perto
Dos meus sentidos
Por mais que te diga
Serei a chama do vento
Só quando superar
Todos os receios
De te incendiar.

1 comentário:

Ana Guimarães disse...

AGORA consegues, Carlos, por menos palavras que digas, incendiar os corações dos leitores de seus poemas.
Abraços

PS Maravilhosa recomendação desse site gastronômico, obrigada! Provei algumas dessas delícias quando aí estive, em 2002, agora vou arriscar reproduzir as receitas que ali estão.