domingo, 11 de junho de 2017

Grandiosas falácias

Arrebatado por uma mística de
sábios e artistas
cansei dos prosaísmos
da ordem unida

até as coisas chãs
me pareciam interessantes
ao partir
de improviso
para a cidade dos estudantes
acreditando habitá-la
como um refúgio
do meu aborrecimento
foi breve
o tempo
de viver um sonho
que era interminável

e deparei com monumentalidades
e sistemas sacerdotais
de corifeus paternalistas
de braços abertos a seguidistas
canonistas catequistas
e outros que tais

porém apreciei mais
do imaginário enredo
o cavaleiro que eu era
sem cavalo e sem medo
nem credenciais
convivendo com a fera
dos sagrados sinais

e andava eu nem sei
como não esmagado
pela brutal teia de problemas
e batalhas
que invoquei D. Quixote
e logo vi em debandada
nuvens e nuvens de ameaças

tornando-se claro o céu
melhor se vê que a terra
é um perigo para quem vive
de grandiosas falácias.


Sem comentários: