terça-feira, 12 de agosto de 2014

É por seres como és


É por seres como és
que te sinto

a imensidão 
do deserto
e o instinto

nunca estive tão perto
de um labirinto
aberto

tão certo
que acredito
nos teus olhos

de um escuro infinito.


Sem comentários: