domingo, 15 de dezembro de 2013

Vocês já viram

A rua sem cidade
o caminho do princípio
ao fim do mundo
a concavidade
dos pensares
das florestas
do deserto
dos sentires
a sinuosa linha
do seres
entre o longe e o perto
saberes
as aves à espera
de um dia ainda
mais longo
que a noite
quantos morreram
sem que nada mudasse
o registo de tudo
na face da terra
que é a nossa face.


1 comentário:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

...e tudo tem uma marca... em tudo existe uma linha de água que por vezes não se vê mas todos passamos por lá.

Desejo-te um Santo Natal
2014 - vamos todos trabalhar para que seja bom